terça-feira, 28 de setembro de 2010

Noite Carioca

Night Carioca, festa Erasmus na Casa Rosa em Laranjeiras! Boa combinação, não é mesmo?
Nada disso!
Desastre quase total! Vamos lá: Comecei a me arrumar pra festa no meio da tarde como nunca faço, tamanho era  evento depois de uns dois meses sem ir pra "night" (nós, cariocas não dizemos balada e eu até acho esse termo meio passadinho). Na juventude...rs...17 aos 25 anos (agora sou uma senhora de 26...rs) eu costumava me arrumar em 30 minutos e era a mais rápida das amigas com muito orgulho! Isso incluía maquiagem, roupas totalmente de acordo com o evento e conforto. Bom, no último sábado resolvi fazer baby liss no cabelo antes de ir a festa. Coisa que num cabelo como o meu leva uns 30 minutos mais ou menos. É bem fácil fazer. Eu ganhei o device da minha tia e ele nem é dos melhores é um modelo velhinho da NKS, mas deu super certo! Taí o modelo!

Aprendi a fazer numa modelagem pro blog da minha prima e madrinha Ana Paula do Feeling so fucking pretty, com a maravilhosa hairstylist Gabriela Gusso (queridíssima Gabi). Hoje a Gabi deixou um pouco as Paranaenses para transformar as paulistas em deusas no Vimax Vila Olímpia.
GABI!


É bem legal fazer o baby liss que deixa os cacho iguais aos da Beyoncé (mais ou menos...no meu caso o modelador precisava ser um pouquinho melhor, mas o que a Gabi fez ficou igual!). O procedimento é simples: separar mechas finas de cabelo enrolar com os delos passando pomada modeladora e protetora térmica ( eu usei silicone mesmo, ficou bom, mas não recomendo). A boa mesmo é a Tecni art L'oreal. Custa os olhos da cara e mais um pouco mas é bem boa!
(a pomadinha salvadora...)(Esse cônico também parece ser melhor)

E depois, é isso mesmo, mecha por mecha, cacho por cacho. No final você terá cachos pequenos, aí é só abrir com os dedos! Maravilha!
Cheguei a night depois de um esquenta na casa da melhor amiga tomando licor de doce de leite e absolut de maçã verde. Muito bem humorada estava eu na fila quando dez portuguesas e portugueses decidiram furar a fila atrás de mim. Ok, atrás de mim, não era bem problema meu, mas pensando bem, ah, era sim! Meu país não é bagunça, tá bom, às vezes é mas não é pra chegar gente de fora e bagunçar, não! Ah, me irritei! Como sou muito elegante, não disse nada, educadamente avisei ao segurança e ele interveio. Pra quê? As portuguesas resolveram me encarar, tirar satisfações (os portugueses, não. Queriam muito ser meus amigos por sinal, mas as portuguesas...nossa!). Agora veja só você! Elas estão em outro país, fazendo algo que não é legal e ainda se acharam no direito de vir reclamar com uma nativa! Pera lá!
Por fim eu fui muito educada tentando explicar às oriundas da terrinha que não furar filas é regra básica da convivência comum, mas não adiantou. Acho que elas me xingaram naquele dialeto esquisito e ficaram com muita raiva de mim. Não gosto de preconceitos nem de xenofobia, mas se eu tinha pouca vontade de conhecer Portugal antes, agora tenho nenhuma! Deus me livre do adendo europeu! E tenho dito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário