segunda-feira, 28 de março de 2011

Sobre o stress

A vida anda nervosa, todo mundo correndo, o foco do mundo virando que nem ampulheta da Europa pra essas terras de cá. Crise pra lá, desigualdade pra cá e eu no meio desse turblihão.
Hoje não vim falar de beleza.
Vim falar dos amigos que foram pra Europa e estão voltando, do Obama rondando o Brasil que nem urubu e dos focos todos desviando-se. Vou eu novamente contra a corrente, na direção oposta, vendo gente procurar tataravô pra tirar passaporte europeu enquanto a prosperidade estará por aqui mesmo em bem pouco tempo (não garanto que bem dividida, mas que estará, estará!)
E lá vou eu, mais um documento, mais uma autenticação, traduções caríssimas e viagem a Brasilia pra tirar uma foto. Como já disse Caetano, alguma coisa está fora da ordem, fora da nova ordem mundial que é a novidade da nova.
E eu, buscando minha praticidade de sempre!
- Tem um namorado sueco?
- Não vá pra Suécia sem o visto definitivo porque de lá, nem que o seu namorado seja um bilionário você consegue este bendito visto.
- Quer trazer o namorado pro Brasil? Mais complicado ainda!
- Precisa aplicar para o processo de permissão de residencia na embaixada sueca?
- Consulte o site http://www.swedenabroad.com/Page____11653.aspx
- Não quer casar?
- Não precisa. Aos olhos do governo sueco casar ou pretender casar consistem na mesmíssima coisa.
- Prepare-se, pois a tradução custa muito caro...só meus diplomas, a certidão de nascimento e a escritura pública declaratória de que sou solteira custarão mais de 1000 reais só a tradução, pois elas têm um custo para serem emitidas também.
- Ainda há a taxa da embaixada.
- Quanto a escritura pública declaratória de que você é solteira: alguns funcionários do cartório vão rir da sua cara quando você pedir por ela, mas isso só acontecerá porque estes são tão incompetentes no que fazem que não sabem da existência de tal documento! Vá a cartórios maiores e explique bem direitinho o que você quer. Leve duas testemunhas.
-  Autentique todas as cópias de documentos.
- Compre uma passagem pra Brasília. Você vai ter que ir pra lá tirar uma foto. (estranho...mas funciona assim, nem adianta apelar) Não era assim, mas a partir de maio será!
- Quanto estiver tudo pronto, telefone para o consulado e marque a sua entrevista. Pelo menos os suecos que trabalham no consulado são hiper atenciosos!

Boa sorte!

(Tive vontade de ajudar...pois blogs de algumas meninas me ajudaram muito, e que o amor prevaleça!)

Nenhum comentário:

Postar um comentário