segunda-feira, 25 de abril de 2011

Turbinando máscaras com ampolas - Altamoda Semi di Lino




Todo mundo sabe da minha via crucis na Europa pra conseguir bons produtos para a minha juba que ficou incontrolável com a água calcária de lá. Cheguei à conclusão de que o melhor negócio por lá é usar produtos de linhas profissionais, que são muito melhores e vendidos por preços mais acessíveis. Também cheguei a uma segunda conclusão: comprar coisas de cabelo no Brasil é muito mais divertido, primeiro porque eu conheço uma cutelaria (lojinha que vende produtos de cabeleireiros) maravilhosa pertinho de casa e vou sempre lá nem que seja pra comprar ampolas, segundo porque a variedade de produtos é muito maior e você tem muito mais chances de achar um produto baratinho que vai fazer algum milagre por você, como é o caso dessa ampolinha vermelha da Altamoda, que custa 3 reais!
Eu descobri que essa ampola era boa no blog da Paula (Belezasemfronteiras), sempre tive preconceito com essa embalagem meio ximfrim vermelha e cafoninha, mas resolvi dar uma chance, e não me arrependi! Coloquei o conteúdo inteiro da ampola na minha máscara Elséve anti-quebra (aquela mesma de 16 reais no supermercado) e a máscara tonou-se outra! Fiquei muito feliz com o resultado!

Mas Marília, o que a ampolinha azul semi di lino da Alfaparf está fazendo aí na foto?

Simples! Dizem as más línguas que a ampola vermelha é uma genérica da azul, sendo que a azul custa quase 8 reais e a vermelha a metade do preço! O blog "Fala Creuza" explica detalhadamente a situação que eu vou resumir: A Altamoda é uma linha mais popular da própria Alfaparf, o conteúdo da ampola é um óleo de extratos da semente do linho que fecha as cutículas dos cabelos conferindo maciez e brilho. Diz-se que a linha mais cara (a azul da Alfaparf) é mais cheirosa, mas se você vai misturar na máscara, realmente não faz a menor diferença, né?

Eu amei a idéia de diluir ampolas nas minhas máscaras de tratamento, elas realmente se tornam outras! Muito mais eficazes! Outras coisas que podem ser adicionadas às máscaras, são os óleos vegetais, como o óleo de côco, óleo de semente de uva, o próprio azeite de cozinha, contanto que eles sejam 100% orgânicos! Preste atenção também na composição da sua máscara, para ter certeza de que você está adicionando a ela elementos que ela não contém. A minha máscara da Elséve eu tenho certeza de que tem elementos mais reconstrutores (ceramidas, proteínas, vitamina B5), então eu adicionei um óleo que eu sei que faria dela uma máscara um pouco mais nutritiva! Fique de olho e ponha a cabeça pra funcionar um pouquinho que sempre vai valer a pena!

p.s.: Máscaras da Elséve são liberadas para no/low poo e as ampolas da ilustração acima também!

Nenhum comentário:

Postar um comentário