sábado, 14 de maio de 2011

Cabelos naturais - E as crianças?

As pessoas que sempre lêem o blog já sabem que eu estou tentando voltar a ter um cabelo natural.

O que é um cabelo natural?

Acho que toda a brasileira sabe: nada de relaxamentos, permanentes, alisamentos ou coisa parecida. Já faz 5 meses que eu não uso nenhuma substancia alisante no meu cabelo e estou impressionada com a conexão que isso tem com a minha própria personalidade. Muitas pessoas vão me chamar de boba, outras de preconceituosa com as minhas raízes, mas a questão é muito mais profunda. Sabe lá Deus o que está enraizado lá no fundinho de mim, resquícios das imagens que estamos acostumados a ver como padrão estético, paquitas, xuxa, angélica e sei lá mais o quê...
A grande verdade é que mesmo hoje, mais a vontade com a minha própria beleza, com as características da minha raça, ainda me sinto insegura. Comecei a assistir vídeos de mulheres negras americanas que passaram pelo mesmo processo chamado por elas de "transition to natural hair", e vi o quanto a questão é mais profunda do que parece. A maioria afirma que se sente insegura e tem medo do processo de aceitação pelo qual terão de passar.
Você dirá: "Meu Deus, mas é só cabelo!"
Pras mulheres negras, a questão é muito mais ampla, tão ampla, que foi lançado um livro nos Estados Unidos, "Hair Story", sobre a história do cabelo das mulheres negras O livro conta como a história, com referências a escravidão é claro, teve a ver com toda essa relação que a mulher negra constrói com o próprio cabelo.

 

Chris Rock fez um documentario chamado "Good hair" ("cabelo bom") tratando exatamente da mesma questão. Rock foi motivado pela pergunta de sua própria filha, "Dad, how come I don't have a good hair?" (Pai, como é que pode eu não ter cabelo bom?)



Eu mesma já chego ao cúmulo de não me lembrar mais como era meu cabelo natural, já que comecei a fazer permanente afro no cabelo aos 8 anos de idade, e do permanente, passei ao relaxamento e nunca mais parei.
No programa da Tyra Banks, a questão das crianças é mostrada através de uma entrevista com elas e eu confesso que tive vontade de chorar. Eu não me lembro bem se as outras crianças falavam mal do meu cabelo, mas me lembro de amarrar um lenço na cabeça para dançar em casa jogando os cabelos (o lenço, né?), e hoje, me lembrando, acho triste. O vídeo que eu vou postar aqui mostra essas crianças. Infelizmente, o vídeo está em inglês, mas a conversa gira em torno da peruca da Hannah Montana e mostra as crianças escolhendo um cabelo estilo afro como o cabelo que elas nunca iriam querer ter.



Eu quero deixar bem claro, que não condeno as pessoas que alisam o cabelo, nem nunca condenarei. Eu acho que a graça de se ter cabelo é poder fazer o que quiser com ele, mas assistir a esse vídeo de crianças com a auto-estima comprometida, me fez pensar muito a respeito, e considerar que tanto eu, quanto aquelas crianças temos o direito de usar o cabelo como quisermos, inclusive, ao natural.

2 comentários:

  1. Muito bomo seu post!
    Fiz um similar no meu blog há algum tempo!
    Segue o link se vc se interessar: victoria-diz.blogspot.com

    beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi Victória...

    Brigada, vou passar pra ler seu post, sim.

    Bjos

    ResponderExcluir