segunda-feira, 13 de junho de 2011

Perfume Gucci II - Cheirinho de independência...



Boa noite!

Desculpa, mas hoje acordei sem idéias, e não achava nada bom o bastante que merecesse resenha. Como há algum tempo pensava em fazer posts sobre perfumes que já usei, hoje resolvi colocar a idéia em prática.
Perfume pra mim é muito mais que fragrancia, cheiro é memória! E quando eu sinto o cheiro de um perfume, imediatamente vem a minha cabeça alguma recordação. Isso somado ao meu faro de cachorro (porque eu sinto cheiro de tudo) constrói uma relação íntima que eu tenho com esses vidrinhos mágicos. Toda a vez que eu mudo de perfume, é como se eu virasse uma página da minha vida, e por isso, eu nunca repito um perfume, às vezes compro de novo pra ter em casa o cheirinho de uma época que foi boa...
Eu ainda me lembro de dizer isso em sala de aula aos 15 anos pra um amigo:

- Hoje estou de perfume novo, é uma nova fase da minha vida que começa!

É claro que ele debochou, mas a professora que também tinha escutado, me defendeu. Ela disse que era uma forma poética de ver a vida! E eu continuo vivendo assim, poéticamente...

O Gucci II é um perfume delicioso, frutal, com um cheirinho de bala, e péssima fixação! O frasco é de longe o mais bonito frasco de perfume que eu já vi na vida, enfeita a penteadeira como nenhum outro. Na época em que eu comprei, custou quase 300 reais na Sacks! Hoje vi por 189 no morangão, mas não vale o que custa, tenho carinho por ele, mas tenho de dizer a verdade!
O cheirinho do Gucci II me lembra o início da minha independência financeira, quando eu podia fazer o que quisesse com o meu dinheiro, inclusive gastar 300 reais num perfume! Ai que saudade..

Nenhum comentário:

Postar um comentário