domingo, 18 de setembro de 2011

Dica Cultural: Na Selva das Cidades de Brecht






"Ambientada em Chicago (1912-1915), a peça tem como ponto de partida o encontro entre Shlink, um negociante malaio de madeiras, de 51 anos, e o jovem George Garga, na livraria em que este trabalha. Com a desculpa de querer comprar um livro, Shlink oferece dinheiro a Garga para que dê sua opinião a respeito de um livro de histórias de mistérios. Este se recusa, deixando claro que suas opiniões não estão à venda. Mas Shlink já sabia perfeitamente disso e usou tal estratagema apenas para dar início ao "combate"."
(Lionel Fischer)

No fim de semana passado eu tive o privilégio de assistir a uma aula de teatro, digo espetáculo de teatro. No Centro Cultural Banco do Brasil está em cartaz até outubro "A Selva das Cidades" de Bertold Brecht. A direção de Aderbal Freire-Filho é primorosa e meu respeito por ele continua inabalável. A peça é longa, sim, e para os não-iniciados em teatro pode tornar-se cansativa, mas tudo é conduzido de forma poética e magistral, da atuação dos atores à iluminação do já consagrado Maneco Quinderé. Marcelo Olinto, um dos meus atores favoritos, partitura quase três horas de peça, ("partiturar" para os leigos: todos os seus movimentos são friamente - vá lá, nem tão friamente assim - calculados).

Maria Luiza Mendonça ainda me conquista, e eu acho que o que as pessoas nutrem contra ela é puro preonceito. Apesar de bem menos técnica que a de Marcelo Olinto, devo dizer que a interpretação da atriz é bastante eficaz em toda a sua intuitividade (admito que a interpretação intuitiva ainda me comove). Fernanda Boechat e Inez Viana atingem e trazem um tom visceral à peça e uma interpretação que se comunica diretamente com o que entendo por "força mulherista de palco", termos que inventei e que procuro buscar em todos os meus trabalhos. Tem atriz que tem, e tem atriz que não tem, fazer o quê? A vida não é justa.

Enfim, o espetáculo é excelente muito boa pedida para o fim de semana, o preço das entradas é bem barato, pra calar a boda daqueles que dizem que não vão ao teatro porque é caro, 10 reais a inteira e 5 pela meia. É a minha dica de hoje! 

NA SELVA DAS CIDADES - Texto de Bertolt Brecht. Direção de Aderbal Freire-Filho. Com Daniel Dantas, Marcelo Olinto e outros. Teatro I do CCBB. Quarta a domingo, 19h.

Nenhum comentário:

Postar um comentário